14 Ago 2019 a 17 Ago 2019

O Vodafone Paredes de Coura 2019 está quase aí. Organiza a tua agenda!

O Vodafone Paredes de Coura 2019 está quase aí. Organiza a tua agenda!

Os passes gerais esgotaram e o campismo encontra-se a abarrotar de tendas. Está quase tudo pronto, para mais um ano de boa música na Praia Fluvial do Taboão. Já sabes quais são concertos não podes perder de 14 a 17 de Agosto? Nós vamos lá estar para te contar tudo!

Terminámos a 26.ª edição do Vodafone Paredes de Coura com um balanço positivo mas saudosista. Constatamos que a quantidade de hipsters, pseudo hipsters e verdadeiros rock ‘n’ rollers era cada vez menor. Mas agora, para a 27.ª edição do festival, as preces do pessoal com um gosto “mais alternativo” parecem ter sido ouvidas! O cartaz está muito apelativo para os festivaleiros natos e amigos, mas pelo meio ainda tem umas quantas surpresas…

Relembramos, que devido a dois cancelamentos de última hora (Julien Baker e Yellow Days) o cartaz poderá agora contar com Avi Buffalo e Stella Donnelly.

4.ª feira, 14 de Agosto

Segundo a organização, já não há bilhetes para este dia. E como sempre, só funcionará o palco principal (designado de palco Vodafone) e o secundário em formato palco After Hours.

São os bracarenses Bed Legs que abrem as atuações do primeiro dia. Já não são estreantes neste festival, mas são a banda com um som de rock clássico mesclado com o garage e blues rock perfeita para iniciar as performances. Segue-lhes a australiana Julia Jacklin e depois os brasileiros Boogarins, que serão dois concertos para ouvires sentadinho(a) e recarregares energias para uma noite que irá ser bem mexida (principalmente no After Hours).

Parcels são a penúltima atuação do dia no palco Vodafone. Os australianos estiveram o ano passado no Super Bock Super Rock e viram uma plateia demasiado reduzida. Mas é garantido que aqui no Vodafone Paredes de Coura irão ter o tipo de público que merecem e uma massa humana muito superior em número. Os autores de êxitos como Tieduprightnow, Overnight e Lightenup são certamente uma banda aguardada com expectativa.

Antes de partirmos para o palco After Hours com os também aguardados KOKOKO! e o “Homem da Casa” Nuno Lopes (que nos vão ambos deixar a precisar de um bom banho naqueles chuveiros “fresquinhos” do campismo) temos ainda The National. A banda norte-americana de indie rock e post-rock revival atuou aqui em 2005. E nestes 14 anos não ficaram parados, tendo inclusive ganho o National Grammy Award na categoria de Melhor Álbum de Música Alternativa, Sleep Well Beast (2017). Em março de 2019 editaram mais um álbum, intitulado I Am Easy To Find. Mas com uma carreira de precisamente 20 anos, será com certeza, um concerto intercalado entre novas melodias e remanescências do passado.

5.ª feira, 15 de Agosto

O segundo dia começa logo com Cave Story no palco Vodafone.FM. Estes portugueses também já não são novatos nestas terras nortenhas. Apesar de continuar a achar difícil encaixá-los em algum registo concreto do rock (visto já se terem mostrado capazes de entrar em vários sub-géneros) têm uma sonoridade crua e rasgada, que encaixa muito mais no estilo deste festival português, do que em qualquer outro de semelhantes dimensões.

A partir das 18:15 partimos para o palco principal, onde recarregamos novamente energias sentadinhos a ouvir o trio americano Khruangbin e os canadianos de indie pop calminho Alvvays. Às 20:30 ainda damos novamente um salto ao palco Vodafone.FM para contemplar a banda norueguesa Boy Pablo, e o seu indie pop perfeito para sunsets de Verão.

40 minutos depois trocamos novamente de palco para Car Seat Headrest. A famosa banda norte-americana que auto-lançou não um ou dois, mas sim doze álbuns no bandcamp. Mas só ficamos até às 22:00h, visto que no Vodafone.FM a essa hora será a vez de mais um americano, Avi Buffalo (uma das trocas/confirmações de última hora).

Mas vamos ser sinceros, a joia da coroa neste dia são os míticos New Order! Esperamos que o público millennial conheça muito mais do que a imortalizada Blue Monday. Além de podermos contar com êxitos mais antigos e pelo menos duas a quatro canções dos Joy Division, haverá ainda tempo para novos temas. Pois relembramos que a banda lançou um álbum com um dos nomes mais bizarros de 2019, ∑(No,12k,Lg,17Mif) New Order + Liam Gillick: So it goes..

Devido à hora do voo de regresso dos New Order, cabe à banda portuguesa Capitão Fausto, encerrar as atuações do palco principal. Tarefa que certamente não será fácil. E segundo consta no burburinho das redes sociais, os Car Seat Headrest recusaram assumir tal responsabilidade.

No After Hours teremos logo às 02:00h Acid Arab (em formato live) que tal como os KOKOKO! do dia anterior também são aguardados com expectativa.

6.ª feira, 16 de Agosto

As bandas e artistas escolhidos para este dia têm todos uma sonoridade muito indie chilling. É sem dúvida um dia para se andar completamente descontraído e vagaroso pelo recinto. Teremos mais uma banda portuguesa ao início da tarde, os First Breath After Coma. Estes jovens que já atuaram por estas margens em 2016, e vão voltar a repetir a façanha, desta vez no palco principal.

Podemos dar um saltinho ao indie pop-rock belga dos Balthazar no palco secundário. E mais tarde até um sub-género semelhante, proveniente dos EUA, com os Deerhunter no palco principal. Às 22:10h vamos até ao Vodafone.FM para Connan Mockasin e se o neozelandês não nos convencer, podemos sempre trocá-lo por Spiritualized às 22:50h no Vodafone.

Contudo, vamos poder embalarmo-nos com Father John Misty, o cabeça de cartaz do terceiro dia. De seu nome Josh Tilman, o norte-americano tem a fama de dar excelentes concertos em Portugal. E de encantar não só pelas suas melodias como pela sua presença possante (e sexy vá…) em palco. O seu último álbum God’s Favorite Customer foi muito aclamado pela crítica e nós percebemos bem porquê.

Sábado, 17 de Agosto

No quarto e último dia do Vodafone Paredes de Coura, a tarde começa com mais uns tugas, Time For T no Vodafone.FM. Apesar das raízes portuguesas, são um projeto fundado em Brighton pelo algarvio Tiago Saga, que possui também uma mistura de herança britânica, espanhola e libanesa. Seguem-lhes outros conterrâneos no palco principal, os Ganso, autores da célebre Pistoleira. E mais tarde, será a vez dos portugueses bem nortenhos, Sensible Soccers, subirem (novamente) a estes palcos.

Mas às 21:20 as atenções estarão todas voltadas para Patti Smith & Her Band. Se não fores um Gender Z altamente distraído, sabes perfeitamente que esta senhora é uma das caras femininas mais reconhecidas do punk rock, art punk, art rock e proto-punk dos anos 70. O seu disco Horses de 1975 é um must-have e ainda hoje serve de inspiração a bandas e artistas do género.

Depois de Patti vamos ser se ainda dá tempo para saltar até ao Vodafone.FM com Kamaal Williams, que tanto nos conquistou no ID. E do jazz eletrónico passamos para o hip-hop de Freddie Gibbs & Madlib, um pouco descontextualizado do dia, mas pode ser que surpreendam.

A terminar as atuações no palco principal teremos os Suede. Estes britânicos passaram por cá em 1999, na que ainda é considerada a “edição apoteótica” deste festival, segundo as palavras de João Carvalho. Em Setembro de 2018 lançaram mais um álbum, Blue Hour, que nos encaminhou novamente para as longas raízes do rock alternativo, mas que não consegue arrebatar êxitos de outrora. Resta saber se a vasta gama de público jovem que Coura agora tem responderá de forma positiva à banda.

 

A programação completa do festival está em musicfest.pt/festival-edicao/vodafone-paredes-de-coura-2019/ e podes usar o teu 📱 para marcar com uma ⭐️ os concertos que não queres perder!

Encontramo-nos na Praia Fluvial do Taboão?

Ana Duarte  

Estudou Línguas, Literaturas e Culturas na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Tem uns pais malucos que a levaram a concertos desde 3 anos e a festivais desde os 9. Passadas mais de 2 décadas, ainda por cá anda... P.S.: Leva o conceito de carpe diem muito a sério.


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Acid Arab, Alvvays, Avi Buffalo, Balthazar, Bed Legs, Boogarins, Boy Pablo, Capitão Fausto, Car Seat Headrest, Cave Story, Connan Mockasin, Deerhunter, Father John Misty, First Breath After Coma, Freddie Gibbs, Ganso, Julia Jacklin, Kamaal Williams, Khruangbin, Kokoko!, Madlib, New Order, Nuno Lopes, Parcels, Patti Smith, Sensible Soccers, Spiritualized, Suede, The National, Time for T


  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *