As muitas faces de ANOHNI – Reportagem no Coliseu do Porto

As muitas faces de ANOHNI - Reportagem no Coliseu do Porto

Faltam vinte minutos para as dez da noite, Naomi Campbell dança para nós como uma stripper em fim de carreira com um fundo musical oriundo do fim dos nossos dias.

Esta imaginária noir alastra-se por quinze minutos num Coliseu com uma plateia apocalíptica com bastantes clareiras e centrada para o palco.

“Hopelessness” e a voz de anjo caído resgata todos os poucos que lá estavam do juízo final.

Surge Anohni coberta por um manto branco acompanhado por uma face de uma mulher doce que será em breve trocada por uma outra com pintura de guerra a fazer lembrar o Joker personificado por Jared Leto.

A face de Anohni nunca se verá, apenas no vídeo em “I don’t love you anymore” e em “In my dreams”, talvez por serem as mais pessoais e/ou similares ao seu registo anterior que espero que nunca abandone.

Em “I don’t love you anymore” parece que Anohni canta para Antony Hegarty em jeito de expiação.

Curiosa esta perda de identidade, tendo saído do Coliseu sem ter percebido completamente se é parte da intervenção artística que me deliciou de uma forma triste durante pouco mais que uma hora ou se excentricidade de Anohni.

“Paradise” chegou e inundou o Coliseu como um tsunami emocional arruinando qualquer ideia que tivéssemos que tudo seria um mar de rosas.

Destaque seja também  feito para “Ricochet”, “Obama” e a ” Crisis” em que a emoção passada na voz é acompanhada no vídeowall. Complemento a Anohni e à sua timidez de outrora que agora parece querer rasgar mas ainda assim o faz timidamente.

A sua revolta juvenil é mais que isso e mais que um só sentido possa acompanhar, fruto da companhia de Oneohtrix Point Never e Chris Elms e da instalação vídeo.

E o que começa com Noami Campbell deve terminar com Noami e “Drone Bomb Me”.

Envolta num manto branco de cor e de polémica e crítica social assim foi Anohni mas sendo também muito mais.

Vê aqui as fotos

Hugo Sousa  

Hugo de nome de baptismo, também responde a quem lhe chamar relva. Apenas mais um com tempo livre a mais, tempo dedicado a música, cinema e geekices.


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Anohni

  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.