9 Jun 2016 a 11 Jun 2016

Santa Maria Summer Fest: Novas confirmações

Santa Maria Summer Fest: Novas confirmações

O cartaz do SMSF cresce em diversas frentes: Forgotten Tomb, OvO, Phantom Vision, Celtibeerian, Bleeding Display, Extirpatin, Vizir e M.I.L.F. juntam-se a Sinister e Rotting Christ para a edição de 2016, apontada para 9, 10 e 11 de Junho.

O cartaz fala por si, deixemo-lo falar: Rotting Christ, Sinister, Bizarra Locomotiva, Cripple Bastards, Allen Halloween, Mata Ratos, Spiritual Front, IXXI, Caronte, Decayed, Harakiri for the Sky, Atila, Amulet, Empty, Aramaic, Trepid Elucidation. A estes acrescem agora os italianos Forgotten Tomb, OvO e Extirpation, os portugueses Phantom Vision, Bleeding Display, Vizir e M.I.L.F., e os espanhóis Celtibeerian, com black, thrash, death e um odor a putrefacção gore exaltada com clássicos góticos.

Surgidos na descendente do black metal, os italianos Forgotten Tomb incorporaram uma onda que revitalizou o género com a devida sujeira, desviando-se dos caminhos mais adornados e limpos. O sangue, já putrefacto, que serviria de base para o negrume com que Herr Morbid se rodearia, que está agora solene, quase ponderado — mas o odor dissipará dúvidas. Levem o vosso melhor estômago para Beja.

Diferentes, pelo seu lado, os OvO são tudo e nada, encaixam em todo o lado e em lado algum, escurecem os dias e são um clarão de noite. Cruzando linguagens que vão desde o punk ao metal, com um groove em catadupa pelo set de bateria simplificado, a dupla canaliza um tribalismo cerimonial e mórbido ao ponto de hipnose. Os discípulos de Darkthrone que poderíamos pedir, os milaneses Extirpation abrem jogo no nome: black metal do mais podre e sujo que poderão ouvir. Cuidado com os salpicos na primeira fila.

Na frente ibérica, os já decanos Phantom Vision canalizam as nuances menos coloridas do post-punk em harmonias de sintetizadores e balanços de baixos em retalho com ritmos pop, aludindo a uma realidade sonhada e disforme. Com eles, e não menos clássicos em Portugal, vêm os Bleeding Display, exemplo do melhor death que por cá se fez; os grinders Vizir, que trazem garantias de impropérios em sucessão gore, e contarão com a ajuda dos M.I.L.F. nessa frente. A estes acrescem os espanhóis Celtibeerian, cujo sangue no álcool serve de propulsor para o folk metal mais festivo e contagiante que se poderia desejar para destilar abusos.

Fonte: Press Release SMSF


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Bleeding Display, Celtibeerian, Extirpatin, Forgotten Tomb, M.I.L.F., Ovo, Phantom Vision, VIZIR


  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *