Placebo no Coliseu do Porto – A reportagem

Placebo no Coliseu do Porto - A reportagem

O Coliseu do Porto recebeu no dia 3 os Placebo, pela 14ª vez em Portugal. Na véspera da actuação em Lisboa, os britânicos deram um concerto num local que já antes os tinha acolhido, e que Brian Molko fez questão de apontar como uma das mais belas salas onde actuaram.

A sala foi ao rubro durante as cerca de duas horas que durou o concerto, que serviria para apresentar o seu sétimo disco de originais, Loud Like Love, mas o certo é que temas antigos como “The Bitter End”, “For What It’s Worth”, “Every You Every Me” e “Special K” continuam a fazer sucesso e a levar ao êxtase os seguidores da banda.

Apesar de menos conhecido dos presentes, os primeiros singles de “Loud Like Love”, o tema título do álbum e “Too Many Friends”, foram cantados em uníssono pela assistência, que contava na primeira fila com bastantes elementos do clube de fãs italiano, marcando presença uma bandeira de dimensões consideráveis, que levou o líder da banda a cumprimentar as espectadoras que a seguravam.

O Coliseu estava a abarrotar, o soalho rangia com o ritmo imposto pela banda e o corresponder do publico, mostrando que o rock alternativo a que esta banda nos habituou ao longo dos últimos 20 anos continua e continuará a mover multidões de fieis.

Brian Molko, conquistou o Coliseu ao agradecer por várias vezes, num português quase perfeito, os aplausos da assistência, e ao afirmar que havia demasiado tempo desde que tinham tocado pela ultima vez no Porto. Por sua vez, o baterista, Steve Forrest, extravasou toda a emoção de tocar no Coliseu, fazendo acrobacias com as baquetas por várias vezes, tendo no final espalhado umas quantas pelos presentes. Stefan Olsdal encheu o palco com atitude e foi trocando entre o baixo e a guitarra, tendo também passado pelo piano. A banda foi ainda acompanhada por uma teclista/violinista, um teclista e um guitarrista/baixista.

Uma bela sessão de Rock que fez tremer o Coliseu até aos alicerces e será certamente lembrada por todos os que encheram a sala, desde a plateia até aos balcões superiores, como um dos espetáculos do ano nas salas do Porto.

Setlist: Placebo no Coliseu do Porto, 3 de Novembro de 2014

  • B3
  • For What It’s Worth
  • Loud Like Love
  • Every You, Every Me
  • Scene Of The Crime
  • A Million Little Pieces
  • Twenty Years
  • Too Many Friends
  • Rob The Bank
  • One Of A Kind
  • Exit Wounds
  • Meds
  • Song To Say Goodbye
  • Special K
  • The Bitter End
  • Encore:
    • Begin The End
    • Running Up That Hill
    • Post Blue
    • Infra-Red

Lúcia Costa  

Pronta há trinta e poucos anos a partir de uma forma com poucos defeitos e alguns feitios. Eng. Mecânica por convicção. Mas do que gosta mesmo é de desfrutar de tudo o que a vida lhe dá. Festivais vai sempre que pode e às vezes até aos que não pode.


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Placebo

  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.