19 Jul 2019 a 21 Jul 2019

Morcheeba e a confiança total em Skye Edwards

Morcheeba e a confiança total em Skye Edwards

Nove anos após o regresso da cantora à banda, é impossível negar a sua importância. Skye Edwards foi a única mulher no papel de lead singer a atuar no palco MEO nesta edição de 2019 do MEO Marés Vivas. Ao fim de mais de duas décadas de carreira, o público e os Morcheeba podem depositar total confiança nela. A mulher sabe bem navegar-nos “by the sea”.

O português Tiago Nacarato abriu as atuações do palco principal, no 3º e último dia de festival. Seguiram-lhe os Morcheeba, liderados por uma artista imponente de vestes lúgubres. Estiveram em plena sintonia com a paisagem, num fim de tarde relaxado ao pôr-do-sol em V. N. de Gaia.

Ainda a promover o álbum de 2018, Blaze Away, não falharam temas que lhes reforçam o nome. Como Otherwise, de Charango (2002) onde a quantidade de telemóveis ao alto para gravar o momento, subiu exponencialmente. Já em The Sea, Skye pergunta-nos:

Who lives here? Who lives by the sea? This one is dedicated to you.

Muitos foram os braços levantados no ar. E de repente voltamos a 1998, às tardes solarengas de Verão, onde o nosso apreço pela maresia era puro e não apenas para a selfie. Outros tempos, outras prioridades…

Quase no fim, continuando na temática veranil, tocaram Summertime cover de George Gershwin. E Let’s Dance de David Bowie, que até mexeu com a plateia atrás da régie (que até então parecia mais distraída e conversadora). Para o público que esteve atento de início ao fim, foi um bom concerto típico da mescla de estilos a que Morcheeba nos habituaram.

A noite seguiu com Sting e a sua típica pontualidade britânica…

 

Nota do director

Por decisão da organização o musicfest.pt não foi incluído na shortlist de meios autorizados a fazer reportagem fotográfica da actuação de Sting, razão pela qual decidimos também não fazer reportagem escrita. Sendo esta a 6ª edição ininterrupta do MEO Marés Vivas que cobrimos e divulgamos, ou seja todas as edições desde a fundação do musicfest.pt (e anteriormente horariosfestivais.com), aguardamos uma justificação por parte da organização relativamente a esta decisão.

A Ana Duarte e o Jorge Gomes, equipa presente na edição 2019 deste festival, bem como o director do musicfest.pt, Marco Almeida, dedicam a cobertura desta edição a Pedro Gama, nosso ex-colaborador que entretanto já não está entre nós e que assegurou 4 das 6 edições em que estivemos presentes.

Ana Duarte  

Estudou Línguas, Literaturas e Culturas na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Tem uns pais malucos que a levaram a concertos desde 3 anos e a festivais desde os 9. Passadas mais de 2 décadas, ainda por cá anda... P.S.: Leva o conceito de carpe diem muito a sério.


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Morcheeba


  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *