Boa companhia – Luís Severo no Musicbox

Boa companhia - Luís Severo no Musicbox

Quis celebrar o dia de São Valentim com duetos de amor e amizade e foi mesmo isso que conseguiu. Luís Severo levou convidados ao Musicbox e foi recebido por um público fiel e conhecedor.

Chegou só com uma guitarra e atirou-se a Boa Companhia quase a capella. Nem era preciso qualquer microfone, já que o público acompanhou palavra a palavra a letra da canção que deu mote à noite de celebração do dia de São Valentim. Foi um bom presságio para aquilo que se seguiu: as belas canções de Luís Severo (ora à guitarra ora nas teclas), com convidados ou com banda, a servirem de embalo ao público que esgotou a sala e fez questão de se fazer ouvir.

Cristina Branco cedo subiu ao palco para uma versão despida de Alvorada, tema da autoria de Severo para o último trabalho da cantora, Menina. Rodrigo Araújo aka Vaiapraia emprestou a voz grave a Lamento enquanto Júlia Reis (uma das duas Pega Monstro) ofereceu um magnífico dueto numa canção inédita. Mais tarde, Bernardo Álvares e Diogo Rodrigues (baixo e bateria) juntaram-se a Severo para alguns temas.

O músico passou por quase todas as canções dos dois discos (Olho de Lince – do último, homónimo – e Cara d’Anjo – tema-título do primeiro , no encore, foram novamente a capella e acompanhadas por todos), teve uma sala aos seus pés desde o início e provou ser um óptimo anfitrião para noites de amor e amizade. Esteve em residência nos Açores há pouco tempo e esperamos que venham aí mais canções bonitas que deem mote a mais noites assim.

 

Edição: Daniela Azevedo
Foto: Vera Marmelo (cedida pela organização)

Teresa Colaço  

Tem pouco mais de metro e meio e especial queda para a nova música portuguesa. Não gosta de cogumelos.


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Luís Severo

  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *