Bizarra Locomotiva apresentou Mortuário no RCA Club

Bizarra Locomotiva apresentou Mortuário no RCA Club

O local, a data e as horas estavam marcadas, RCA Club, 21 de Fevereiro pelas 23h30m, os Bizarra iriam apresentar o que de melhor sabem fazer.

A abertura esteve sobre a responsabilidade de Charles Sangnoir dos La Chanson Noire, que como ele bem se apresenta “voice, piano… and whoever comes along”, e é assim mesmo. Uma voz limpa e muito agradável com um humor bastante característico que foi mantendo na sala os que iam chegando para o grande concerto da noite. Temas como Fuck Me, Água Benta e O Bordel de Lucifer foram sendo tocados e aplaudidos, timidamente mas mesmo assim apreciados por quem já se encontrava dentro de portas.

2102114-bizarra-3

 

Os Bizarra Locomotiva subiram ao palco logo a seguir, com a energia que os caracteriza e as entradas loucas, tão loucas que quase originaram a queda do baterista Rui Berton da sua bateria. Nada de grave pelo que teve inicio o tão esperado momento da noite, a apresentação do álbum Mortuário. Aos primeiros acordes de Na febre de Icáro já todos cantavam a plenos pulmões, seguiu-se Mortuário a música que dá o nome ao álbum e de aí em diante a adrenalina só teve uma alternativa, subir em flecha.

Rui Sidónio manteve a plateia presa, em uníssona sintonia, com trocas de galhardetes… o culminar foi sem dúvida a ida para junto do público no tema Egodescentralizado. E se há alturas em que a música merece uma roda ou um mochepit esta terá sido sem sombra de dúvida uma dessas vezes. Não aconteceu e ainda bem já que as características da sala não o iriam permitir.

Na 10ª música, a tão bem conhecida Anjo Exilado sobe ao palco Fernando Ribeiro dos Moonspell e se a adrenalina já tinha atingido a linha vermelha, arrebentou a escala. Foi cantada a altos pulmões… suada por todos numa comunhão que se já foi vista alguma vez foi sentida de uma forma muito especial na noite de sábado por quem se encontrava na sala esgotada do RCA Club.

2102114-bizarra-14

 

O concerto de duração aproximada de 2 horas teve o seu término com o tema O Escaravelho, mas o público teve ainda direito a 3 músicas extra, foram elas Procissão dos Édipos, Ergástulo e por uma segunda vez Mortuário.

Na noite memorável não faltou nada, nem mesmo a característica selfie da banda com o seu fiel público, assim com uma fotografia do baterista apenas com a plateia exausta mas feliz com o propósito mais que certo de mais tarde recordar a grande noite que se sentiu este sábado no RCA Club, a quem agradecemos a simpatia com que nos recebeu.

Paula Marques  

Observadora por natureza descobri cedo que quando se vê e não se olha apenas, descobrimos o mundo. Seja pela ponta da caneta ou a lente da câmera gosto de mostrar o que às vezes nos passa despercebido porque nos esquecemos de viver.


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Bizarra Locomotiva, Charles Sangnoir

  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.