25 por todos e todos por Portugal

25 por todos e todos por Portugal

Não se tratou de apenas mais um concerto. Ou de um evento de celebridades. Vinte e cinco artistas nacionais uniram-se a toda uma equipa de produção, a mais de cem rádios e às principais estações televisivas e fez-se história – “Juntos Por Todos”. Este foi o primeiro evento solidário com tais dimensões, algo que se “devia tornar uma rotina, pois todos os anos há portugueses que precisam de ajuda”. A Comunicação Social mostrou o seu lado mais humano ao demonstrar que quando se unem esforços o quase impossível concretiza-se.

O MEO Arena recebeu 14.000 pessoas que queriam dar o seu contributo, fora todos aqueles que deixaram também a sua ajuda, mesmo não podendo estar presentes. Foram também várias as personalidades e membros do Governo que fizeram questão de marcar presença, com particular destaque para o Professor Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, muito bem recebido por todos, elogiado várias vezes por ser “o nosso querido Presidente”, que está sempre onde realmente importa.

A União das Misericórdias Portuguesas conta assim com um 1.153.000€ (milhão e cento e cinquenta e três mil euros) para poder ajudar a reconstruir as vidas das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande e dos respectivos familiares. Nas palavras dos apresentadores da gala – Sílvia Alberto, João Manzarra e Fátima Lopes – este dinheiro servirá para:

transformar generosidade em esperança, pois fez-se história em Portugal, por uma causa. E juntos por todos somos muito mais fortes

Nesta noite não se olha para os nomes dos artistas. Não se grita mais pela boysband de meninos giros ou pelas fadistas muito bem parecidas. De A a S não faltou ninguém, com boa disposição, humor e muita emoção: Agir, Aurea, Ana Moura, David Fonseca, Diogo Piçarra, Matias Damásio, Paulo Gonzo, Pedro Abrunhosa, Rui Veloso, Sérgio Godinho, entre muitos outros. Um momento inesquecível em que se uniram as vozes por um fim, sem interessar o género musical. E que forma de preencher uma noite.

Coube a Salvador Sobral, vencedor da Eurovisão, encerrar as quase quatro horas de espetáculo solidário, com o tema que toca o coração de muitos “Amar Pelos Dois”, não fosse também esta uma noite de sentimentos à flor da pele. Não conseguiu conter as suas já habituais piadas, acrescentado “sempre que faço qualquer coisa vocês aplaudem. Vou mandar um peido para ver o que acontece”, algo que se tornou viral e soltou as gargalhadas de muitos.

O objectivo foi cumprido. Fez-se solidariedade e Portugal mostrou o povo forte que sabe ser.

Entre os presentes estavam também alguns bombeiros e alguns habitantes de Pedrógão Grande, que acabaram por erguer uma faixa com uma importante mensagem:

Pedrógão Grande nunca esquecerá a solidariedade de um país. Obrigado!

Sofia Felgueiras  

Diz que é jornalista, curte de apresentar televisão e ainda acredita em magia. Aquela criança histérica que vai conhecer todos os artistas. "Gotta Catch'em all!".


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Agir, Amor Electro, Ana Moura, Aurea, Camané, Carlos do Carmo, Carminho, D.A.M.A, David Fonseca, Diogo Piçarra, Gisela João, Hélder Moutinho, João Gil, Jorge Palma, Luís Represas, Luisa Sobral, Matias Damásio, Miguel Araújo, Paulo Gonzo, Pedro Abrunhosa, Raquel Tavares, Rita Redshoes, Rui Veloso, Salvador Sobral, Sérgio Godinho

  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.