10 Ago 2017 a 13 Ago 2017

“Warm Up” no Festival Monte Verde, a reportagem de dia 10 de Agosto

“Warm Up” no Festival Monte Verde, a reportagem de dia 10 de Agosto

Warm Up” para um dos festivais mais aguardados dos Açores com Vida Boa a marcar a noite, foi um sucesso entre os jovens e os mais velhos: “Melhor, cada vez melhor!”.

O primeiro dia do Monte Verde Festival 2017, ao contrário dos restantes três dias, decorreu no centro da cidade da Ribeira Grande, na ilha de São Miguel. O relógio marcava 22h:59 quando Orlando Santos & The Bagattels inauguraram o festival com um tributo a Bob Marley. Nesta altura eram muitos os graúdos a apreciar os sons da sua adolescência.

Depois de uma hora de concerto, entraram em palco os MGRDV para delírio dos fãs de hip-hop. A banda trouxe a palco os singles Tu não tens, Abana a cabeça e Salta só. O ambiente era de festa e cada vez mais os aventureiros do campismo aproximavam-se do recinto improvisado no centro histórico da cidade.

Quanto às expectativas para a mais recente edição do Monte Verde, o público no geral encontra-se muito confiante: “Que seja ainda melhor!”, refere um espectador atento. Depois de diversas entrevistas, facilmente se apurou a quem os campistas vão meter os olhos e os ouvidos em cima: Valete, no Sábado. Foram 11 anos sem lançar nenhum disco, mas isso vai mudar brevemente. O novo single do rapper português promete já dá que falar e com Rap Consistente irá, sem margem para dúvida, encher o recinto da praia do Monte Verde.

O ponteiro marcava uma hora e trinta minutos quando Slow J, o artista mais esperado deste “Warm Up”, subiu os degraus do Palco Ribeira Grande. Gritos, aplausos e assobios arrombaram com as expectativas do músico. Quando acabou a primeira música parou, respirou, olhou para a maré de gente que era cada vez mais e declarou: “É tão bom vir de tão longe e encontrar tanta gente!”. Com um álbum lançado este ano, The Art of Slowing Down, o artista está em grande e interpretou singles como Comida, Serenata, Pagar as contas e Vida Boa.

A noite terminou com a atuação dos DJs Crise e Glue, por onde aguentaram os mais resistentes.

Hoje no Palco Azores Airlines é esperado com Felicidade o artista brasileiro Seu Jorge. No final dos três dias de festival são esperadas mais de 30 mil entradas.


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: CRISE, DJ Glue, MGRDV, Orlando Santos, Seu Jorge, Slow J, The Bagattels, Valete, Wolfmother


  • Partilhar:

Também te pode interessar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *