Panda tímido não gera pandilhas – Panda Bear no GNRation

Panda tímido não gera pandilhas - Panda Bear no GNRation

Sala esgotada no Blackbox do GNRation para assistir “ao vivo” à apresentação do mais recente álbum do baterista dos “Animal Colective”. Mas “ao vivo” porque Noah Lennox se dedica, ainda que esmeradamente, a misturar na hora os samples que compõem as canções delirantes e compassadas que compõem o seu ultimo “Panda Bear Meets The Grim Reaper”, excelente amostra de algo entre o trip-hop e o pop psicadélico de batida forte e distorção.

Mas, e ao contrário do que aconteceu no “Maria Matos” em Lisboa, este não foi o melhor dia para ver “Panda Bear”. Curto, com praticamente todas as canções encadeadas, limitado ao mais recente álbum, desiludindo quem esperava algumas pérolas mais antigas, sem direito a encore. O próprio Lennox fica longe do seu melhor vocalmente, o que fica bem demonstrado em “Mr. Noah”, acabrunhado, remetido ao Forte constituído pela parafernália de samplers, sequencers e outros gadgets, como que receoso das hostes que, sentindo a estranheza, não vibram, não dançam, não se entusiasmam, mesmo em beats mais dançáveis como “Boys Latin”.

Visualmente, até as luxuriantes projecções vídeo, misturadas ao vivo por Danny Perez, se tornam repetitivas, entediantes, desconectadas do som e perdidas nos encandeantes disparos dos strobes. E perdido no meio da projecção, o músico, ao contrário de muitos DJ’s, parece, está, só e esquecido pela assistência.

E é pena que assim seja, porque o som debitado pelas máquinas é intenso, inebriante, camadas e camadas de pormenores deliciosos, de imagéticas sonoras ricas em detalhe e em fineza. Cada sample é majestosamente introduzido num conjunto meticulosamente pensado para nos levar aos mais profundos recantos da reflexão sobre a morte, a sua inevitabilidade, e o modo como afecta quem nos conhece. Mas o que tanto nos cativa no álbum, e que levou ao esgotar de ambos os concertos em Portugal, perde-se, desilude, numa apresentação morna e quase desinteressada de Lennox, como que irritado por ter de fazer a viagem até ao norte.

E a Pandas irritados ninguém dá atenção.

Pedro Gama  

Amante de fotografia, computadores, carros antigos, lê avidamente, como se respirasse livros. Gosta de musica e cinema, mas não tem tempo (€) para ir a todos os eventos que gostaria. Vai escrevinhando umas coisas enquanto trabalha e estuda Literatura Inglesa...


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Panda Bear

  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.