6 Ago 2014 a 10 Ago 2014

MEO Sudoeste: Seu Jorge, Miguel Araújo, Nelson Freitas, Yuri da Cunha e B4 são as novas confirmações

MEO Sudoeste: Seu Jorge, Miguel Araújo, Nelson Freitas, Yuri da Cunha e B4 são as novas confirmações

A variedade artística e a diversidade geográfica dos músicos é uma das marcas distintivas do MEO Sudoeste . Este ano não será diferente. Porque a língua portuguesa e os artistas provenientes de países com a palavra lusa como mãe importam no alinhamento do Festival, nomes grandes do Brasil, África e Portugal vão marcar o Festival com o seu talento.

Do outro lado do atlântico, para atuar a 9 de Agosto, Seu Jorge, um dos intérpretes e autores brasileiros mais reconhecidos. A sua fama é gigante mas Seu Jorge, sempre acreditou que teria um lugar junto dos raros. Figura de tv e cinema, é no palco que mais brilha. Em 2012 venceu um Grammy Latino para o melhor álbum pop contemporâneo: “Seu Jorge – Músicas Para Churrasco Vol. 1”, e vem ao MEO Sudoeste para encantar com os seus sambas e clássicos da MPB.

De Portugal, o ex. Azeitonas, Miguel Araújo. Com “Maridos das Outras”, “Fizz Limão” ou “Capitão Fantástico”, do disco de estreia a solo, “Cinco dias e Meio” (2011), conquistou o público e ganhou uma série de menções e prémios na imprensa e eventos especializados. A Primavera de 2014 trará de volta Miguel Araújo, com o disco “Crónicas da Cidade Grande”. “Balada Astral”, é o tema de avanço e será cantado em uníssono no dia 7 de Agosto.

De Luanda, Yuri da Cunha. Tem 20 anos de carreira e das muitas histórias do seu percurso, momentos como os que constituíram os 15 concertos em que acompanhou Eros Ramazzotti, enchem de orgulho os seus conterrâneos e fãs. Promete pôr toda a gente a dançar no Sábado, dia 9 de Agosto.

Ainda de Angola, a dupla irreverente formada por C4Pedro e Big Nelo, os B4. No ano passado estrearam-se com “Los Compadres”, um disco vivíssimo de afro-house e zouk. A edição teve grande êxito e ao vivo resulta na perfeição. Vão certamente incendiar o Festival no dia 8 de Agosto.

Seu Jorge

Oficialmente a sua carreira profissional no mundo da música arrancou ao serviço dos Farofa Carioca. Com eles, em 98, estreou-se com a edição “Moro no Brasil”.  Em 2001 sai “Samba Esporte Fino”, disco de estreia em nome próprio. Daí para cá, o percurso de Seu Jorge tem sido imparável. Entre edições e centenas de concertos pelo mundo, colaborou e tocou com nomes como Ed Motta, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Lenine, e tocou ao lado dos Black Eye Peas e Foo Fighters no conhecidíssimo programa de televisão de Jools Holand.  Em 2012 venceu um Grammy Latino para o melhor álbum pop contemporâneo: “Seu Jorge – Músicas Para Churrascos Vol. 1”.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=REUXbGaEl94]

Miguel Araújo

Deu-se a ouvir, com impacto, como um dos elementos dos portuenses Azeitonas. “Anda comigo ver os aviões” e outras começaram a ser sabidas de cor por uma multidão de ouvintes e a voz de Miguel Araújo passou a ser elemento familiar para o grande público.  Canções como “Maridos das Outras”, “Fizz Limão” ou “Capitão Fantástico” do disco em nome próprio de 2011 “Cinco dias e Meio”, transportaram Miguel Araújo para uma dimensão de êxito clamoroso. 2014 com o regresso com “Crónicas da Cidade Grande”. O registo contará com participações de luxo de nomes como António Zambujo, Marcelo Camelo e Inês Viterbo, e vai, com toda a certeza, ser alvo de destaque no concerto do MEO Sudoeste.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=iQJ6hjJtf6Q]

Nelson Freitas

Tem origens cabo-verdianas mas faz música com cariz universal e muito moderna. É produtor, cantor, compositor e já foi break-dancer, chama-se Nelson Freitas e tem 3 discos editados em nome próprio. Pertenceu aos “Quatro”, mas o êxito maior alcançou-o a solo, com “Magic”, “My Life” e o último “Elevate”. O seu som deambula pelo Hip-Hop, R&B e House, notando-se fortemente a aposta na melodia e nas batidas dançantes – sempre com os temperos africanos como protagonistas.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ealTdaqt8bU]

Yuri da Cunha

Faz da semba e do kizomba os ritmos que sublinham as suas canções. Vedeta no seu pais de origem, começa a saltar as fronteiras do continente africano conquistando a velha Europa sempre sedenta dos ritmos quentes e dançantes. Vencedor de prémios – galardão RTP para o Melhor Videoclip e Melhor Música do Ano dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa na Holanda -, da Cunha tem no seu reportório 3 discos, numa carreira que celebra duas décadas neste 2014. A festa estende-se ao MEO Sudoeste.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=-mmHzp3rAYU]

B4

A paixão pelo zouk, house, afro-house e R&B fez com que o experiente (tem duas décadas de carreira) Big Nelo se juntasse a C4Pedro: os dois constituem os B4. Em Agosto do ano passado estrearam-se com “Los Compadres”, disco que tem arrebatado ao vivo, com temas como “Swaggelelíssimo (Karga Barbuda)”, “Baby Tu Sabes” ou “Uma Mensagem”. Irreverente, dançante, africano e contemporâneo, é assim o som dos B4.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=cSKdPuuHNNc]

Fonte: Press Release Música no Coração


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: B4, Miguel Araújo, Nelson Freitas, Seu Jorge, Yuri da Cunha


  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *