“Love Without Violins” com Brian Eno é o novo single dos The Gift

É hoje apresentado o novo single THE GIFT – Love Without Violins feat Brian Eno, com produção de Brian Eno, reconhecido produtor inglês e habitual colaborador de David Bowie, Talking Heads, U2, Coldplay, que trabalhou durante dois anos com os Gift naquele que será o novo álbum de originais da banda.

A primeira passagem desta nova canção deu-se na BBC Radio 6 e o tema encontra-se em pré-venda no iTunes a partir de hoje.

O lançamento oficial deste single está marcado para 30 de setembro, data a partir da qual o tema passa a estar disponível em todas as lojas digitais e serviços de streaming.

Tal como o álbum, a lançar em 2017, Love Without Violins foi composto por Nuno Gonçalves eBrian Eno e misturado por Flood – reconhecido produtor de bandas como Depeche Mode, Pj Harvey, The Killers, Nick Cave, Sigur Ros, entre outros.

A letra de Love Without Violins é da autoria de Sónia Tavares e de Brian Eno e trata-se de um single que abre um caminho novo no som da banda. Uma busca pelo desconhecido e pelo improvável, algo sempre presente nas sessões do disco novo.

A ideia para “Love Without Violins” veio da arrepiante voz da Sónia. Ela canta num registo muito parecido ao meu (penso que se chama barítono), mas tem umas tantas oitavas pelo meio, ou seja, ela é quase um soprano dos barítonos. Como invejo essas oitavas dela. De qualquer forma, a Sónia estava a cantar este tema sobre esta negra e perigosa paisagem que não tinha muitas palavras no início, mas eu percebi logo e imaginei de imediato este diferente tipo de amor que estava a ser realizado.

A voz dela remete para uma mulher suprema, de uma confiança quase desdenhosa, alguém que gosta de jogar com pessoas que gostem de ser manipuladas.

Eu quis capturar esta ideia de um tipo de amor que não é, de todo, cor-de-rosa, querido e adolescente, mas que tem tons de controlo e rendição, um tipo de amor no qual as pessoas estão preparadas para atingir os limites da sua imaginação.

, explica Brian Eno.

Nuno Gonçalves, dos The Gift, caracteriza este período de trabalho no novo álbum como:

o melhor momento da banda e um acordar de novo. Acordar sempre com vontade de mais. Terá sido esta a vontade do destino. Acordávamos sempre cedo. Durante dois anos acordámos sempre mais motivados. Trabalhar da forma que fizemos foi uma experiência única, intensa e sem grandes pressas acordávamos um pouco mais cedo daquilo que sempre soubemos ser um sonho. Um sonho acordado

O single é o aperitivo para o novo álbum do quarteto que acaba de celebrar os 20 anos de carreira com uma digressão por todo o país.

Fonte: Press Release


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Brian Eno, The Gift

  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.