Festival Internacional dos Açores regressa ao Faial para a 16.ª edição

Festival Internacional dos Açores regressa ao Faial para a 16.ª edição

A iniciativa pretende recuperar um evento musical que esteve parado.

De 7 a 14 de setembro o Faial volta a receber o Festival Internacional dos Açores depois de um hiato de dezassete anos.

A 16.ª edição é dedicada ao Brasil e, em particular, ao compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos que teve uma intensa ligação à ilha.

O festival decorre maioritariamente na cidade da Horta, entre o Teatro Faialense e a Casa Memória Manuel de Arriaga, mas tem também um momento musical no Pico. Os vinhos do Pico têm uma ligação muito forte à Rússia. Os Czares bebiam os vinhos do Pico, por isso, vai haver ali um recital e a seguir uma prova de vinhos”, explica Tiago Nunes, da organização do festival, num jantar aberto à imprensa, pontuado por alguns momentos musicais.

Da programação fazem parte não só concertos de Villa-lobos, mas também exposições de obras que têm ligação ao compositor, como explicou Adriano Jordão, um dos organizadores originais deste festival e que também tem responsabilidades na direção artística do evento.

O festival abre com uma homenagem presencial ou virtual ao grande pianista mundial Nelson Freire, ele próprio descendente de faialenses, ascendência conhecida que remonta aos finais do século XVII.

O programa musical conta também com a presença de renomados músicos no piano: a virtuosa Kristina Miller, o próprio Adriano Jordão e Luísa Tender, acompanhada pela soprano Regina Freire. Ao lado destes uma nova geração de pianistas lusófonos marcará também presença: do Brasil Leonardo Hildsdorf e João Elias Soares e, de Portugal, H4ands Duo com Tiago Nunes e António Silva. Nas cordas estão presentes Dejan Ianovic com a guitarra clássica e, no violoncelo, Pavel Gomziakov.

Os cenários escolhidos para os concertos programados não foram por acaso e pretendem permitir o contacto privilegiado com a vivência da ilha. O Teatro Faialense e a Casa Memória Manuel de Arriaga serão os palcos principais dos concertos, estando igualmente programado um momento musical na Ilha do Pico. “O grande roteiro turístico local não passa tanto pelo Faial, por isso, o nosso objetivo é dar a conhecer esta ilha aos turistas” diz Tiago Nunes, enquanto fala de caminhadas históricas, trilhos, passeios marítimos e provas gastronómicas estão entre as diversas iniciativas pensadas exclusivamente para este festival e para o seu público que vai acorrer a um território singular de especial beleza.

O Festival Internacional dos Açores é organizado pela associação cultural CULTURXIS com Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República e o apoio do BPI e da Fundação “la Caixa”. Este festival chegou a reunir grandes nomes da música erudita internacional em edições anteriores.

TAP e SATA têm voos diretos para o Faial com a duração de cerca de duas horas e meia a partir de Lisboa. No local há, também, “bastantes hotéis” garante a organização.

Daniela Azevedo  

Jornalista, curiosa sobre os media sociais, viciada em música, gosta da adrenalina do desporto motorizado. Amiga dos animais e apreciadora de dias de sol. Acha que a vida é melhor quando há discos de vinil e carros refrigerados a ar por perto.


Ainda não és nosso fã no Facebook?

  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.