Tito Paris sobre Bana ao Musicfest.pt: «Nunca fez parceria com ninguém. Este disco é-lhe dedicado»

Tito Paris sobre Bana ao Musicfest.pt: «Nunca fez parceria com ninguém. Este disco é-lhe dedicado»

O cantor e compositor cabo-verdiano lançou um álbum novo e vai passar o verão a fazer concertos em Portugal.

Tito Paris tem um álbum novo. O primeiro registo de inéditos em 15 anos chama-se “Mim ê Bô”, expressão crioula de manifestação de carinho e grande amizade – eu sou tu.

O álbum inclui uma canção especial por ter sido a última deslocação de Bana a estúdio antes de morrer.

Fui visitá-lo ao hospital e disse-lhe que tinha gravado uma música dele de quando tinha trinta e poucos anos. Ele disse-me que a música era difícil. Nunca fez parceria com ninguém; claro que fiquei muito emocionado. Este disco é uma homenagem a Bana.

Revelou Tito Paris ao musicfest.pt

A história por detrás do título do álbum tem a ver com a ausência prolongada de Tito Paris dos discos. Certo dia, em Cabo Verde, um fã perguntou-lhe por novidades e disse:

Quando sair eu estou aqui à espera, porque eu sou tu, mim é bô, estou contigo; não há problema nenhum, espero o tempo que for necessário. E por isso escolhi este título.

Nestes 15 anos Tito Paris andou pelo mundo «a fazer várias parcerias com vários músicos, em vários palcos».

De recordar que, em abril, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, agraciou o músico com a Ordem do Mérito, por «preservar a singularidade, o génio crioulo e a tradição da música cabo-verdiana». Tito já era comendador da República de Cabo Verde, portador de passaporte diplomático e considerado embaixador da música de Cabo Verde no exterior e diz que todos estes títulos são um enorme orgulho mas um acréscimo de responsabilidade.

Em Portugal já cantou com Mariza, Paulo de Carvalho, Paulo Flores, Carminho, Sérgio Godinho ou Vitorino, entre outros, o que o deixa muito orgulhoso pela quantidade de sons que conseguiu misturar com as suas mornas, coladeiras e funaná.

Para já estão previstos dois concertos em salas portuguesas emblemáticas no final do ano mas ainda se aguarda confirmação das datas e locais.

Aqui fica a entrevista na íntegra:

E o álbum:

Agradecimento especial: Rio Maravilha, LX Factory

Daniela Azevedo  

Jornalista, curiosa sobre os media sociais, viciada em música, gosta da adrenalina do desporto motorizado. Amiga dos animais e apreciadora de dias de sol. Acha que a vida é melhor quando há discos de vinil e carros refrigerados a ar por perto.

Marco Almeida  

Web developer. Fotógrafo wannabe. Chief Executive Meerkat na Webdados. Esbardalhou-se de bicicleta aos 10 anos e lixou um joelho. Desde então consegue prever o tempo com uma elevada taxa de sucesso.


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Tito Paris

  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *