Mark Knopfler anuncia digressão mundial “Down The Road Wherever” com passagem por Portugal a 30 de Abril de 2019

Mark Knopfler anuncia digressão mundial "Down The Road Wherever" com passagem por Portugal a 30 de Abril de 2019

Mark Knopfler, um dos artistas de maior sucesso de todos os tempos, anuncia digressão mundial para 2019. A digressão “Down The Road Wherever” começa em Barcelona no mês de abril, terminando em Verona, em julho. Portugal receberá o músico e a sua banda dia 30 de abril, na Altice Arena.

Knopfler, que irá lançar o seu nono álbum a solo “Down The Road Wherever”, no dia 16 de novembro, sempre considerou a tour como parte integrante do processo de lançamento de um álbum, indo da composição à gravação e terminando na estrada, com as novas e antigas canções.

Mark afirma que “as minhas músicas são feitas para serem tocadas ao vivo. Eu adoro todo o processo de escrevê-las sozinho e depois gravá-las com a banda, mas no final, a melhor parte é tocá-las ao vivo. Eu gosto de todo este circo, viajar de cidade em cidade e interagir com os grupos de fãs, é um verdadeiro prazer. Estou ansioso por esta digressão”.

Knopfler, que gravou “Down The Road Wherever” no seu estúdio em Londres, British Grove, apresenta-se em tour com a banda de 10 elementos, que o tem acompanhado ao longo das últimas duas décadas. São eles: Guy Fletcher (teclados) Richard Bennett (guitarra), Jim Cox (piano), Mike McGoldrick (apito e flauta), John McCusker (violino e citerna), Glenn Worf (baixo), Danny Cummings (percussão) , Ian Thomas (bateria). Esta digressão contará ainda com dois novos elementos, Graeme Blebins (saxaphone) e Tom Walsh (trompete).

“Down The Road Wherever’” apresenta 14 novas canções de Knopfler, inspiradas numa ampla gama de temas, incluindo os primeiros dias em Deptford com Dire Straits, um fã de futebol perdido numa cidade estranha, a compulsão de um músico a pedir boleia para casa no meio da neve e um homem sem tempo no seu café local. Mark tem o olhar de um poeta para contar detalhes que inspiram as suas músicas com a sua psicogeografia única – “where the Delta meets the Tyne”, como o próprio descreve, e o seu caloroso tom de voz de Geordie e o hábil e ricamente melódico violão, são tão empolgantes quanto sempre. A digressão contará com uma seleção de novas músicas, misturadas com algumas bem conhecidas do extraordinário repertório e outras que poderão ser consideradas surpresas.

Fonte: Press Release


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Mark Knopfler

  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *