24 Nov 2017 a 25 Nov 2017

Liars, Liniker e os Caramelows e IAMDDB confirmados no Vodafone Mexefest

Liars, Liniker e os Caramelows e IAMDDB confirmados no Vodafone Mexefest

Em novembro, o Vodafone Mexefest mostra uma Lisboa moderna, cosmopolita e aberta à diferença. O público que passeia pela Avenida, a música que se ouve, o ambiente que se vive, tudo colabora para essa atmosfera de partilha. A edição deste ano, marcada para os dias 24 e 25 de novembro, não vai ser exceção e há mais três nomes que prometem impressionar o público português: Liars, Liniker e os Caramelows, e IAMDDB.

Os Liars deram os primeiros passos em novembro de 2000 e depressa marcaram a diferença nesses primeiros anos do século XXI. A proposta de pós-punk acompanhado de eletrónica chamou a atenção do público e da crítica logo após o lançamento do primeiro disco: “They Threw Us All in a Trench and Stuck a Monument on Top”. Esse sucesso fez com que a banda marcasse presença no documentário “Kill Your Idols”. Influenciados por Delta 5 ou Gang of Four, procuraram sempre o seu próprio caminho, adicionando elementos novos a cada disco. Um risco que valeu a pena, como provam os excelentes “Drum’s Not Dead” e “Sisterworld”. Ao longo do tempo a banda sofreu algumas alterações na formação e hoje é o projeto de um homem só: o vocalista e o multi-instrumentista Angus Andrew. “TFCF”, editado em 2017, mostra um músico criativamente inquieto e empenhado em alargar as suas próprias fronteiras musicais (e não só). O encontro com esta nova fase dos Liars está marcado para novembro, no Vodafone Mexefest.

O nome Liniker e os Caramelows leva-nos até Araraquara, cidade do interior de São Paulo, e é um dos projetos mais estimulantes da atual música brasileira. O raro talento da cantora e compositora Liniker Barros (não se define como homem, nem como mulher, mas prefere o pronome feminino) está bem acompanhado por Renata Éssis (backing vocals), Marja Lenski (percussão), Rafael Barone (baixo), William Zaharanszki (guitarra), Péricles Zuanon (bateria), Fernando TRZ (teclados), Graziella Pizani (trompete) e Eder Araújo (saxofone). “Remonta”, editado em 2016, é o disco de estreia que revela toda a capacidade de Liniker, camaleónica e sempre inspirada. MPB, muita soul e referências que vão desde Tim Maia até às mais improváveis baladas latinas, passando pelo inevitável Ney Matogrosso, fazem deste registo um verdadeiro acontecimento. Depois de correrem o Brasil de norte a sul, depressa chegaram os primeiros concertos internacionais. A agenda está cheia, e Portugal cabe na lista. No Vodafone Mexefest com certeza!

Motivada por uma cena musical que fervilha em Manchester, IAMDDB não tem parado de criar. Depois de “Waeveybby, Volume 1” e “Vibe, Volume 2”, chega agora um novo EP. “Hood Rich, Volume 3” confirma IAMDDB como uma das artistas mais conscientes da nova geração. A decisão de nos aceitarmos exatamente como somos continua a ser uma das ideias mais fortes da mensagem que IAMDDB quer transmitir. Empenhada em juntar jazz às batidas trap que domina com mestria, e cada vez mais interessada nas suas raízes angolanas, esta jovem de Manchester tem nomes como Jimmy Dludlu e Lianne La Havas na sua lista de referências. “Shade”, o primeiro single do novo EP, tem o condão de prender quem ouve. Para confirmar já em novembro, no Vodafone Mexefest.

Fonte: Press Release


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: IAMDDB, Liars, Liniker e os Caramelows


  • Partilhar:

Também te pode interessar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *