24 Mai 2019 a 25 Mai 2019

Antevisão North Music Festival 2019 – o que não podes perder

Antevisão North Music Festival 2019 – o que não podes perder

Já sabemos que “A bússola aponta para Norte!”. Dias 24 e 25 de maio dar-se-á a 3.ª edição do festival, que continua com residência na Alfândega do Porto. O ano passado o North Music Festival alcançou a meta das 25.000 pessoas, mas este ano conta receber ainda mais. Nós vamos lá estar e deixamos aqui em destaque os concertos que não podes mesmo perder!

Embora a 1.ª edição tenha sido na “Cidade Berço,” o ano passado a organização fixou residência na Invicta e aqui permanecerá este ano. Segundo a organização, o North Music Festival:

“É um festival capaz de atrair os mais nostálgicos mas, também, os mais jovens e alternativos e graças ao espaço onde se realiza e ao facto de ter o Douro como cenário de fundo, é um festival com uma atmosfera única.”

6.ª feira, 24 de maio

O cartaz conta com os MurMur que são um projeto que valoriza a língua portuguesa ao qual se aliou a atriz e cantora Sandra Celas; o hip hop arrockalhado dos Skills And The Bunny Crew; os incontornáveis Expensive Soul que completam 20 anos de carreira; Rich & Mendes DJs oficiais da emissora RFM e a encerrar a noite teremos o fabuloso DJ Kitten aka João Vieira (X-Wife/White Haus) que, como DJ, também tem o dom impecável de nos deixar a dançar all night long.

Já os destaques deste dia vão sobretudo para Emir Kusturica & The No Smoking Orchestra e Bush.

O cineasta, ator e músico Emir Kustrica não é um estranho por terras lusas. Já chegou mesmo a esgotar salas tanto a norte como a sul do país. E com os The No Smoking Orchestra é detentor de grandes êxitos, como a banda sonora do seu tão polémico filme Black Cat, White Cat. Além disso, estes “jugoslavos” não se ficaram por aqui e ainda o ano passado editaram mais um disco, intitulado Corps Diplomatique. Para quem os conhece, estes senhores dispensam apresentações. Já para a geração Millennial (mais nova), só nos resta perguntar: “Conhecem os Gogol Bordello, certo?”. Pronto, antes dos Gogol andarem na estrada, já Emir Kustrica & The No Smoking Orchestra andavam a mostrar como se faz punk-rock cigano. Certamente poderemos contar com um concerto bem animado!

E do gypsy punk sérvio passamos para grunge e pós-grunge britânico, com os cabeças de cartaz Bush. Apesar de terem feito uma “pausa” entre 2002 e 2010, estes senhores com mais de 20 anos de carreira ainda estão aí para as curvas. Na passada sexta-feira lançaram um single, Bullet Holes, que faz parte da banda sonora do novo filme John Wick: Chapter 3 – Parabellum. Além disso, antevê-se um novo álbum a ser lançado ainda em 2019, possivelmente intitulado The Mind Plays Tricks On You. Mas no NMF, para além de possíveis novos temas, certamente não faltarão clássicos do aclamado álbum de 1994, Sixteen Stone, tais como: Glycerine, Comedown e/ou Machinehead. Afinal, este vai ser o único concerto da banda na Europa em 2019.

Sábado, 25 de maio

Este dia, se não esgotar, vai ficar muito perto. A organização anunciou na passada sexta-feira que restam apenas 500 bilhetes. Nada que seja surpreendente, visto que o cartaz de sábado está divinal!

Começamos logo por destacar a primeira banda a atuar nesse dia, os Glockenwise. Tem sido um prazer acompanhar a evolução destes jovens, desde os confins de uma garagem e um café obscuro em Barcelos, até um certo festival ali em Paredes de Coura… No final de 2018 lançaram Plástico, o seu 4.º disco e o primeiro em português. Nos media parecem agora ter mais destaque do nunca, e são certamente um concerto a não perder!

Neste dia poderá contar com mais artistas portugueses como os Capitão Fausto, que andam igualmente a ser aclamados pela crítica; os Stone Dead, que aconselhamos vivamente, principalmente pela tonalidade clássica (e muito bem-vinda) de puro rock’n’roll; os Cave Story, que não podemos encaixar em nenhum registo concreto do rock, visto já se terem mostrado capazes de entrar em vários sub-géneros e para o fim da noite voltamos a tirar o pézito do chão com um DJ set de Moulinex.

Ao nível internacional teremos os londrinos Bastille, que são das bandas mais ouvidas graças a êxitos como Pompeii, Things We Lost In The Fire, Happier (feat. Marshmello) e até Off The Night (mashup entre Rhythm of the Night de Corona e Rhythm Is a Dancer dos Snap!).

No entanto, o grande destaque deste dia vai para os cabeças de cartaz Franz Ferdinand. A expectativa está alta, visto que estes escoceses têm uma reputação de dar concertos fenomenais. Já brilharam praticamente em quase todos os grandes festivais portugueses, e se a memória não falha, deram em 2012 (ali para os lados de Gaia…) um dos melhores concertos que a redatora deste texto já presenciou. Em inícios de 2018, presentearam-nos com mais um álbum, Always Ascending. Porém, nada consegue sobrepor-se ao sucesso de outros tempos, como o álbum homónimo de estreia (2004), You Could Have It So Much Better (2005) e Tonight: Franz Ferdinand (2009). Certamente, não vão faltar hinos como este:

Programação completa e horários, aqui: https://musicfest.pt/festival-edicao/north-music-festival-2019/

Ana Duarte  

É uma criatura nortenha, mas sem pêlo na benta. Tem uns pais malucos que a levaram ao primeiro concerto com 3 anos e ao primeiro grande festival de música aos 9. Desde então, nunca mais quis outra vida.


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Bastille, Bush, Capitão Fausto, Cave Story, DJ Kitten, Emir Kusturica, Expensive Soul, Franz Ferdinand, Glockenwise, Moullinex, MurMur, Rich & Mendes, Skills & The Bunny Crew, Stone Dead


  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *