19 Jul 2018 a 21 Jul 2018

Anderson .Paak & The Free Nationals no SBSR: um concerto que “Yes Lawd”

Anderson .Paak & The Free Nationals no SBSR: um concerto que "Yes Lawd"

Chegou a vez da tour de Anderson .Paak & The Free Nationals poisar finalmente em Portugal. O palco da Altice Arena estava pronto para receber a sua música e a sua energia contagiante. Anderson .Paak chegou, cantou, sorriu, viu, tocou bateria, dançou e… venceu.

“From Los Angeles, California”

Come Down deu o mote para o início de uma hora e picos sempre em alta. Anderson .Paak surgiu em palco de sorriso aberto, com um gorro azul, óculos de sol, calções, ténis e uma t-shirt super colorida. Li por aí que não é muito alto: no palco, senhoras e senhores, é gigante. O músico coloca-se aos ombros dos gigantes do R&B, do funk, do soul, do groove, do rock, do hip-hop e é neste ritmo bem ensaiado que recebe, provoca e agarra a energia do público.

Jose Rios, Ron Tnava Avant, Kelsey Gonzalez e Callum Connor entregaram-se de corpo e alma ao concerto. A química entre a banda é evidente, bem como a alegria por estar perante uma plateia animada e que devolvia a energia que vinha do palco, em dobro.

Na Altice Arena o ambiente era mesmo incrível. Pesquisando pelo nome do artista  é possível ler, no twitter, elogios ao concerto, alguns que denunciam a surpresa perante um concerto tão bom, outros que confirmavam suspeitas de que seria um dos melhores da noite.

Desfilaram temas de Venice (2014) e Malibu (2016). Ficámos com vontade de ouvir mais novos temas, do álbum que está prestes a sair. O single desse álbum, Bubblin, foi muito bem recebido pelo público, com saltos e hands up. Foram vários os momentos em que o artista pediu os braços no ar, apelou à boa energia dos presentes; ora aos pulos no palco, ora sentado na bateria a fazer uma das coisas que faz melhor: tocar.

“Ooh, champagne let’s fall down”

.Paak gosta do público e o público gosta de .Paak. Ainda que tivesse tocado muitos temas na bateria, aproveitou todos os momentos para estar perto das pessoas, para as desafiar a dançar, a pular, a colocar os braços no ar. Agradeceu várias vezes as palmas, a energia recebida.

“Sing that shit if you know it” – foi desta forma que .Paak introduziu Heart don’t stand a chance, um dos temas mais cool do artista. E que acompanha muito bem com champanhe, gin tónico, um vinho tinto – e até com a cerveja que tanta companhia faz aos festivaleiros do SBSR.

Depois de uma passagem por Portugal, para abrir o concerto de Bruno Mars, os fãs já mereciam um concerto destes. Uma hora soube a pouco e acreditamos que Anderson .Paak teria energia para mais.

Dear Mr. Andersoon .Paak: it was so nice, so funk, so groove, so good to meet you! Hope to see you soon!

Joana Rita  

Joana Rita é filósofa, criadora de conteúdos, formadora e investigadora. Ah! E uma besta muito sensível.


Ainda não és nosso fã no Facebook?


Mais sobre: Anderson .Paak, The Free Nationals


  • Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *